Crise na Federal

O novo ministro da Justiça, Torquato Jardim anuncia hoje na Folha de S. Paulo que vai trocar o diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello. Embora não haja manifestações públicas sobre o assunto, fontes me garantem que a revolta é grande na instituição e que, diferente dos motivos alegados para a substituição, a verdade é que houve pressão para que a Polícia Federal desse um parecer diferente no caso da fita da conversa de Temer com Joesley Batista. Vamos aguardar para ver o final dessa crise. Há instantes atrás, após manifestação da Federação Nacional dos Delegados de Polícia, Torquato Jardim convocou uma reunião para daqui a pouco com o diretor Leandro Daiello. Não se sabe se vai voltar atrás ou manter a decisão de trocar o comando da Federal

Os micos de Michel Temer

Todo mundo achava que Dilma cometia gafes em seus discursos. Depois da passagem de Michel Temer pela Rússia e Noruega ela está anistiada. O ápice foi confundir o monarca da Noruega com o da Suécia. Aliás, o Datafolha de hoje aponta que Temer é o presidente mais impopular do Brasil nos últimos 28 anos. Apenas 7% dos brasileiros aprovam seu governo. Pior que ele só Sarney, em setembro de 1989, época da hiperinflação quando chegou a 5% de aprovação. Outro dado da pesquisa confirma o que venho falando desde a queda de Dilma, 83% dos brasileiros querem eleição direta.

Contragolpe de Pezão

Jorge Picciani já mandou arquivar oito pedidos de impeachment do seu amigo Pezão, porém restam outros três. Na última quinta-feira ele definiu com procuradores da ALERJ dar seguimento ao único pedido que requer a cassação do governador e do vice Francisco Dornelles, e que é de autoria do MUSPE (Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais), para ter certeza que a eleição do novo governador ficaria sob o comando da Assembleia Legislativa, por via indireta. Ocorre que Pezão já foi cassado pelo TRE junto com o vice-governador e o tribunal determinou que a escolha do novo governador seja feita por eleição direta. Pezão recorreu da cassação ao TSE. Ontem, após a ausência de Picciani na reunião para tratar do teto de gastos dos poderes estaduais, e a informação que o presidente da ALERJ já havia construído para cassá-lo, Pezão mandou um recado: “Vou pedir aos meus advogados que desistam do recurso no TSE. É melhor ser cassado pelo TRE do que por Picciani. Pelo menos não serei cassado por um bandido”. Nesse caso a eleição seria direta e imediata, e seria desarmada a trama de Picciani.

Geddel já sabe que será preso

Ontem conversei com alguns deputados baianos e todos disseram que Geddel Vieira Lima está consciente que sua prisão será decretada nos próximos dias. Segundo um deles, Geddel está recolhido em seu apartamento em Salvador onde tem crises de choro durante o dia. Os poucos aliados que o têm visitado perceberam que ele está abusando da bebida.