Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

Falta vergonha na cara desse desgovernador Pezão. Hoje ele pediu desculpas aos servidores estaduais pelos atrasos no pagamento dos salários. Agora, pasmem, disse que também está sofrendo: "Recebi ontem também os mesmos R$ 250 que um funcionário da Uerj recebeu. Todo o secretariado recebe no mesmo dia que recebemos. É um momento de dificuldade nossa". Que "dificuldade nossa" é essa, Pezão? Quis se colocar no mesmo drama do funcionalismo, que enfrenta todo o tipo de dificuldades e humilhações. Ora, Pezão, segundo as delações e provas apreendidas pela Polícia Federal e o Ministério Público Federal, você recebeu uma fortuna em propinas, o salário do Estado para você é troco. Se Pezão, junto com Sérgio Cabral e sua quadrilha, não tivessem praticado o maior assalto aos cofres públicos da história do Rio de Janeiro, os servidores não estariam passando por todo esse sofrimento.