Pezão e o atual prefeito de Campos, Rafael Diniz
Pezão e o atual prefeito de Campos, Rafael Diniz

Durante a gestão Rosinha Garotinho a oposição raivosa, feita especialmente pela mídia ávida por dinheiro e uma oposição sem idéias, chegou ao ridículo de propor ação de perda de mandado conferido pelo povo, por causa da cor utilizada na pintura de alguns poucos postes, como não podiam dizer que a cor era rosa, criou-se o ROSÁCEO, e a partir de então tudo de ruim em Campos dos Goytacazes passou a ser atribuído ao grupo dos ROSÁCEOS.

Como diria Nelson Rodrigues "para cada besteira que se diga haverá sempre idiotas de plantão dispostos a ouvir e acreditar."

E foi assim....

Embora Campos tenha sido a cidade com maior perda absoluta de recursos do petróleo, manteve os salários em dia, os programas sociais em funcionamento e as obras diminuíram o ritmo, mas não pararam totalmente.

A administração pública usou de mecanismos legais para ultrapassar um momento onde havia uma crise tridimensional.

Queda na arrecadação federal, falência das contas estaduais e o preço do barril de petróleo chegando ao fundo do poço.

Na ganância pelo poder, iludiram o povo com promessas mirabolantes.

A MENTIRA VERDE ERA CONTADA SEM A MENOR CERIMÔNIA.

Mas o destino é imperdoável com a demagogia barata.

DIDI, gênio que Campos ofertou ao futebol do Brasil, costumava lembrar aos colegas "treino é treino, jogo é jogo, é outra coisa."

Na hora de governar os verdes amarelaram porque achavam que falar e fazer eram coisas parecidas.

Quem parecia ter solução para tudo, na verdade não sabia nada.

Quem se dizia o novo era a volta do pior do coronelismo campista, perseguindo os pobres para aumentar a exclusão e abandonou a periferia, considerada por esses ignorantes lugar de marginais, pois é comum entre eles a ideia que a pobreza é a maior culpada pela violência.

OS VERDES AMARELARAM DIANTE DA REALIDADE E AGORA FICARAM ROXOS.

Roxos de vergonha, de tanta incompetência, de ter que mentir para si mesmos.

Roxos pois não sabem o que fazer na saúde, na educação, não sabem administrar as coisas mais simples do cotidiano de uma cidade.

Roxos pois hoje até o cidadão mais simples de Campos já percebeu que compraram a Câmara com cargos para parentes, se aliaram à justiça para cometer injustiças e perseguir adversários políticos.

Roxos de medo porque sabem que inevitavelmente o verde mentiroso será em breve cassado e serão jogados na lata de lixo da história como enganadores, irresponsáveis, inimigos dos trabalhadores, trapaceadores dos sonhos do povo.

É verdade que a vida está dura para os campistas, mas aguentemos firmes que o verdadeiro verde da esperança vai brotar e a cidade vai voltar a sorrir e Campos voltar a brilhar.

A canção nos ensina: fé no futuro,amanhã será outro dia.

É aguentar firme a travessia e depois comemorar o fim dessa agonia.

Que ironia, os verdes que inventaram a cor rosácea, hoje estão rosáceos de vergonha, pois não existe expressão melhor para definir alguém que votou em Rafael Diniz que roxo de arrependimento.

ANTHONY GAROTINHO