Reprodução da Veja online
Reprodução da Veja online

Deputados estão começando a ser cobrados diretamente pelos eleitores para votarem pela aceitação da denúncia contra Michel Temer. Alguns relatam que no final de semana nos seus estados começaram as cobranças por onde passam, além dos gabinetes em Brasília e nas suas bases eleitorais estarem recebendo cada vez mais telefonemas com o mesmo objetivo. Na época do impeachment de Dilma a pressão incluía grupos nos aeroportos esperando os deputados no embarque para Brasília com cobranças incisivas e outdoors nas bases eleitorais dos parlamentares. Essa pressão vai aumentar nos próximos dias, à medida em que se aproximar a votação no plenário da Câmara. Quanto mais gente cobrar dos deputados que votem a favor da denúncia da PGR maiores serão os argumentos que os parlamentares aliados do governo terão para dizer que a pressão foi muito forte e eles precisam pensar na reeleição no próximo ano.