Sérgio Zveiter sendo anunciado relator na CCJ da denúncia contra Michel Temer
Sérgio Zveiter sendo anunciado relator na CCJ da denúncia contra Michel Temer

Essa imagem retrata bem o peso de ser relator da denúncia contra Temer na Comissão de Constituição e Justiça. Sérgio Zveiter, que não foi pego de surpresa, já tinha conversado com o presidente da comissão, Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), não conseguiu esconder a tensão no rosto, e reparem a expressão de Chico Alencar (PSOL-RJ) e de outros parlamentares no anúncio oficial do nome do relator.

Circulam nas redes sociais postagens de dezenas de artistas e celebridades cobrando de Sérgio Zveiter relatório pela aceitação da denúncia de corrupção contra Temer. Aliás, tem até vídeo, como esse de artistas amigos de Freixo. Mas a pressão é muito forte. Zveiter já sinalizou para colega que seu relatório não vai proteger Temer, que vai defender a investigação. A esta altura não tem outra alternativa. Um relatório blindando Michel Temer seria o seu suicídio político. As rede sociais colariam na sua testa um adesivo de "traidor", "protetor do presidente acusado de corrupção". Para quem não tem uma base política forte, que depende de votos de formadores de opinião, seria dar um tiro no pé, ficar sem chance de reeleição em 2018. Para Zveiter agora trata-se de uma questão de sobrevivência, mais do que qualquer arranjo político, seja qual for a maquinação de bastidores.