Reprodução do Brasil 247
Reprodução do Brasil 247

A bancada federal do PSDB está mais pra lá do que para cá, é o entendimento do Palácio do Planalto. Entenda-se o "cá" como o governo Temer. Na Comissão de Constituição e Justiça dos 7 deputados tucanos apenas dois votaram com Temer. E no plenário a tendência é que a grande maioria da bancada do PSDB vote pela aceitação da denúncia contra o presidente. Por isso deputados aliados de vários partidos já cobiçam os cargos tucanos. O problema é que Temer está fazendo promessas a prazo para garantir votos no plenário. Promete ministérios e cargos, mas só depois da votação na Câmara. O problema é que se a Câmara autorizar o processo contra Temer e o STF aceitar a denúncia da PGR, ele virará réu e consequentemente será afastado da Presidência. Com isso um deputado que votar a favor de Temer em troca de um cargo tucano pode não levar, afinal ele pode ser afastado. De qualquer foram as próximas duas semanas serão de muitas negociações, pressões e promessas.