Reprodução do Estadão
Reprodução do Estadão

No mês passado, em entrevista à Folha de S.Paulo, Ricardo Teixeira debochou: "Não há lugar mais seguro para estar que o Brasil". Obviamente referia-se ao fato de que aqui não pode ser alcançado pela Interpol ou pelo FBI porque a nossa legislação não permite. Teixeira sabe que se pisar fora do Brasil será preso.

Agora o MPF está pedindo ao Ministério Público da Espanha a cópia do processo onde é pedida a prisão do ex-capo da CBF. Segundo procuradores, Ricardo Teixeira pode responder por estelionato, apropriação indébita seguida de lavagem de dinheiro, além de crimes contra a ordem fiscal e evasão de divisas.

Há vários anos que venho denunciando a roubalheira praticada pelo ex-presidente da CBF sem que nada aconteça. Espero que desta vez a coisa ande.