Faixa colocada na Fazenda Santa Rosa, de Ricardo Teixeira, em Piraí, sul fluminense
Faixa colocada na Fazenda Santa Rosa, de Ricardo Teixeira, em Piraí, sul fluminense

O MST ocupou cinco fazendas nesta madrugada em cinco estados do país. Uma delas pertence ao ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Outra pertence a ao ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, fica em Piraí, terra de Pezão e, segundo o MPF, funcionou como sede de agropecuária fantasma, usada pelo ex-capo do futebol brasileiro para lavar dinheiro. A terceira é do coronel João Batista Lima, amigo e, segundo o MPF, operador de Michel Temer. A quarta é de propriedade do senador Ciro Nogueira (PP-PI). E a última, especula-se, que seja de uma importante pessoa do Judiciário. Segundo o coordenador do MST, Gilmar Mauro é uma forma de pressionar pela reforma agrária no Brasil. Em todas as fazendas ocupadas foram estendidas faixas onde se lê: "Terras de corruptos para a Reforma Agrária".