Como diria Lula "nunca antes na história deste país" um presidente teve um índice tão elevado de reprovação. Temer conseguiu a "façanha" de atingir 85% de ruim / péssimo na sua avaliação, com reprovação de 94%. Apenas ínfimos 3% aprovam Michel Temer.

Para efeito de comparação a pior avaliação já registrada foi de José Sarney, em 1989, época da hiperinflação, quando tinha apenas 5% de aprovação. Pois Temer conseguiu bater o recorde negativo, tem apenas 3% de aprovação. E como mostrei aqui no blog ontem, torrando R$ 170 milhões em publicidade em apenas seis meses. É um desastre completo, uma hecatombe.

Será que Temer acha que conseguirá se sustentar no cargo até o final de 2018 com esse índice? Uma hora o povo vai acordar e voltará às ruas. Só falta uma faísca para o pavio se acender.