Carlos Arthur Nuzman chegando à Polícia Federal para depor; abaixo manchete de O Dia
Carlos Arthur Nuzman chegando à Polícia Federal para depor; abaixo manchete de O Dia

Como já relatei aqui no blog, o esquema que "comprou" votos para o Rio de Janeiro ser escolhido como sede da Olimpíada foi acertado numa reunião entre o então governador Sérgio Cabral, o prefeito Eduardo Paes, Carlos Arthur Nuzman, Rei Arthur, além do então presidente Lula.

O MPF já sabe que Cabral, Nuzman e o Rei Arthur fizeram 15 viagens juntos, entre fevereiro e outubro de 2009, quando ocorreu a escolha da sede da Olimpíada. A maioria das viagens foi para a França.

O Rei Arthur ainda está sendo caçado, mas o esquema da "compra" de votos de membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) é o menor dos seus problemas com a Justiça brasileira. É um caso de repercussão internacional, afinal envolve o COI e uma Olimpíada, porém a maior parte dos crimes do Rei Arthur foi cometida aqui no Estado do Rio de Janeiro em negociatas com os governos Cabral / Pezão.