Por tudo que vem ocorrendo nos últimos meses, arbitrariedades, ilegalidades, censura e outras decisões que afrontam a constituição e, principalmente após constatar que na sentença não existe a menor prova que Garotinho tenha participado de qualquer ilegalidade, nossa equipe chegou a uma conclusão.

ELE É UM PRESO POLÍTICO.

Fatos ocorridos nos últimos dias demonstram claramente que desejam impedir a revelação de fatos que comprometem corruptos envolvidos em diversas áreas do poder estadual inclusive o judiciário.

O GAROTINHO É UM PRESO POLÍTICO.

Não existe na história do Brasil alguém proibido de falar e até mesmo de trabalhar. Essas atitudes demonstram que mais uma vez estão tentando impedir que ele torne público fatos que vão desmascarar um lado obscuro de vários poderes, como fez quando divulgou as famosas fotos e vídeos da gangue dos guardanapos e outras corrupções do governo Sérgio Cabral, que levaram à cadeia mais de duas dezenas de políticos e empresários.

GAROTINHO É UM PRESO POLÍTICO.

Apelamos a todos os democratas, independente de posições ideológicas, que lutem pela revogação de sua prisão provisória e sua censura, lembrando que isso abre um precedente para outros atos arbitrários de corruptos que se sintam ameaçados. As decisões contra Garotinho são um atentado ao estado democrático de direito e as garantias institucionais, por isso devemos lutar contra elas com as armas do direito, o poder da palavra e sobretudo demostrando nossa indignação.

O GAROTINHO É UM PRESO POLÍTICO.

Ele não está preso em casa sem poder se comunicar com ninguém por ter praticado qualquer ato de corrupção ou mesmo enriquecimento ilícito, tão somente é acusado de ter autorizado a ampliação do número de beneficiários do cheque cidadão, fora dos critérios estabelecidos.

Essa afirmação é falsa e parte de um promotor denunciado pelo GAROTINHO por integrar uma organização criminosa muito antes da operação Chequinho. Também por um delegado que participou ativamente da campanha eleitoral apoiando o candidato adversário do grupo político Garotinho e possui hoje parentes integrantes do alto escalão da prefeitura de Campos. Além de um juiz que tem fortes ligações com o delegado e o promotor, em decisões que já foram anuladas várias vezes e que seu histórico revela quem ele é. Os três estão servindo a interesses de grupos econômicos locais e também protegendo pessoas que já foram denunciadas por Garotinho no âmbito municipal, estadual e nacional e outras que ele irá denunciar em breve.

Por isso reafirmamos:

O GAROTINHO É UM PRESO POLÍTICO.

E a simples leitura do processo mostrará que a denominada operação Chequinho nada mais é do que uma vingança.

ESPERAMOS JUSTIÇA.

EQUIPE GAROTINHO

Postado pelo moderador