Temer e Aécio; ao lado o deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG)
Temer e Aécio; ao lado o deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG)

Esse caso me faz lembrar aquele episódio na CPI Delta - Cachoeira, quando o então deputado Cândido Vaccarezza, líder do PT na época enviou aquela mensagem de texto para Sérgio Cabral: "Você é nosso e nós somos teu (sic)", tranquilizando o então governador do Rio que não seria chamado para depor.

Agora a história é um pouco diferente. Aécio Neves pode ser afastado do Senado e Michel Temer da Presidência da República. Um caso corre no Senado e o outro na Câmara. E qual é o acordo? Ora, elementar, meus caros!

O PMDB ajuda a salvar Aécio Neves no Senado. O PSDB ajuda a salvar Temer na Câmara. É uma operação abafa. E para dar certo foi escolhido como relator da comissão especial que vai analisar a denúncia contra Temer o deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que faz parte do grupo tucano ligado a Aécio.

Não é à toa que pesquisa divulgada na semana passada, contratada pelo DEM, mostrou que PMDB e PSDB estão empatados na rejeição com 75%, enquanto o PT tem 62% e o DEM, 60%.

O PMDB e o PSDB estão cada vez mais próximos e parecidos, além de estarem afundando juntos.

Em tempo: Assim como no caso dos temas estaduais nos próximos dias vou comentar vários fatos da política nacional ocorridos no período em que fui obrigado a ficar afastado do blog, do programa de rádio e das redes sociais.