Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder

O ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP) recebeu doações eleitorais de planos de saúde. Desde que assumiu o ministério já deu várias declarações controvertidas sobre o setor, sempre ficando do lado das empresas que administram planos e seguros de saúde. Agora a ANS autorizar aumento dos planos acima de 13%, o mesmo índice do reajuste do ano passado, quando a inflação não chegou nem perto da metade desse índice é inaceitável. Esse é o governo Temer.