Lúcio Funaro (no banco detrás) preso pela Polícia Federal
Lúcio Funaro (no banco detrás) preso pela Polícia Federal

Como já havia previsto, o doleiro Lúcio Funaro, na em sua delação premiada, iria tentar me envolver. Óbvio, sem provas.

Asssim como Cunha, Funaro tem ódio declarado por mim. Aliás, desde a prisão de Eduardo Cunha, seu melhor amigo e sócio venho afirmando: querem achar o caminho do dinheiro do CUNHA prendam o FUNARO.

Ele acabou sendo preso e fazendo uma delação seletiva, muitas verdades, muitas omissões e também vingança contra quem há muitos anos vem enfrentando seu maior aliado, CUNHA.

Desafio que além de palavras, o doleiro de Eduado Cunha e boa parte do PMDB apresente qualquer prova contra mim. Seja uma conta no exterior, algum depósito no Brasil, algum bem adquirido, qualquer situação que comprove suas palavras.

O fundo de pensão da CEDAE foi de fato comandado por Eduardo Cunha através de pessoas por ele indicadas e por funcionários indicados pelo sindicato há época controlado pelo PCdoB.

A Governadora Rosinha e muito menos eu, nunca tivemos nenhuma interferência nas decisões do fundo.

Quando as aplicações eram efetuadas e o fundo tinha total autonomia para fazê-las, a governadora não tomava nem ciência.

Se os fatos narrados pelo senhor FUNARO fossem verdadeiros em sua plenitude, diria o montante repassado a mim ou depositado durante os 4 anos (2002-2006) em que junto com Eduardo Cunha roubaram o dinheiro dos trabalhadores da CEDAE.

Essa é mais uma mentirinha do PMDB com medo da minha volta ao governo do estado para colocar o restante de sua quadrilha na cadeia onde atualmente está Sérgio Cabral.