Reprodução do Globo
Reprodução do Globo

Secretário de Transportes de Sérgio Cabral, o deputado Júlio Lopes (PP-RJ) está com os bens bloqueados e é acusado de ter pedido propina na obra da Linha 4 do metrô. Seu braço direito, Luiz Carlos Velloso, que era subsecretário, foi preso na Lava Jato do Rio. Júlio Lopes também é investigado na Operação Ponto Final, que prendeu empresários de ônibus que pagavam propina a autoridades estaduais. Mas chama a atenção a declaração do ex-deputado Pedro Corrêa, preso e condenado na Lava Jato: "Esse cara tem que ser investigado. Esse cara fez miséria na secretaria (de Transportes) no Rio".