Reprodução do G1
Reprodução do G1

Segundo o ex-deputado Pedro Corrêa, que sucedeu Francisco Dornelles na presidência do PP, o atual vice-governador do Rio teria recebido propinas da indústria do café, dos fabricantes de cigarros, da empreiteira Queiroz Galvão e do esquema de Paulo Roberto Costa na diretoria de Abastecimento da Petrobras. Foram muitos milhões, segundo Pedro Corrêa.

Bem, quando Paulo Roberto Costa relatou em sua delação o pagamento de propina a Dornelles, noticiei aqui no blog e fui processado pelo vice-governador que queria minha retratação, o que me recusei a fazer. Agora está aí mais uma delação confirmando o que o ex-diretor da Petrobras denunciou.