Nessa polêmica envolvendo as declarações do ministro da Justiça, Torquato Jardim chama a atenção a declaração de Pezão: "Não negociamos com criminosos". Só pode ser piada. Basta ver a lista de presos da Lava Jato, alguns já condenados, além das delações e provas já encontradas, para se comprovar que a dupla Cabral / Pezão negociou sim com criminosos. Aliás, sempre negociou. Relembrem o vídeo revelado pelo nosso blog em 2010, onde Cabral canta junto com os irmãos Natalino e Jerominho, então chefes da milícia Liga da Justiça, que dominava a Zona Oeste.