Imagem da Globo News
Imagem da Globo News

Sobre a decisão do juiz Sérgio Moro determinando a transferência de Sérgio Cabral de Benfica para o complexo penitenciário de Curitiba, daremos todos os detalhes, inclusive mostrando o documento logo após a reunião.

Porém descrevo trecho da decisão, que revela o que falei quando fui covardemente agredido dentro da unidade de Benfica: “Salta aos olhos a gravidade dos chamados ‘pontos cegos’ e da precariedade do sistema de câmeras, que apresentou falhas e interrupções que acabaram prejudicando a investigação em alguns pontos. Intencional, conforme ressaltou o Ministério Público Federal, ou não, o que não se pode ignorar é que tais falhas prejudicam a fiscalização por parte dos órgãos públicos, inclusive quanto à fiscalização da comunicação dos presos com outros detentos e com visitas. As imagens apuradas revelam verdadeiro escárnio com o Poder Judiciário.”

Não preciso dizer mais nada. Aquelas pessoas que duvidavam que eu tinha sido covardemente agredido não precisam acreditar nas minhas palavras. Acreditem na constatação feita pelos Ministérios Públicos Federal e Estadual, e confirmada pelo juiz Sérgio Moro. As outras irregularidades também gravíssimas mostraremos depois.

Paralelamente à decisão de Moro a juíza Caroline Figueiredo, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, que cobre as férias de Marcelo Bretas também determinou a transferência de Cabral.

Clique aqui para ler a decisão do juiz Sérgio Moro

Clique aqui para ler a decisão da juíza Caroline Figueiredo