Folião na moita

Apaixonado pela Portela, Eduardo Paes não deve dar as caras no carnaval do Rio. O motivo: medo da Lava Jato que avança sobre sua gestão na Prefeitura do Rio. A um amigo próximo, Paes disse: “Posso dançar duas vezes, na avenida e em Benfica”.



Tiro no pé

O STJ está pedindo à força-tarefa da Lava Jato no Rio diversas informações sobre o governador Pezão. O risco dele ser preso nos próximos meses é grande. Quem viu o arsenal de informações enviado ao ministro Félix Fischer afirma que a munição não fica a dever nada às aventuras cabralescas.



O bloco do Rivotril

É grande a ansiedade em algumas repartições do Rio, todas na expectativa de serem alvo da próxima etapa da Lava Jato. A saber: ALERJ, Câmara de Vereadores do Rio, Tribunal de Contas do Município, e ex-secretários de Eduardo Paes, com prioridade para a área de saúde. Há também uma lista de empresários tomando uma cartela de Rivotril por dia. Tá feia a coisa!



Ladeira abaixo

Depois do secretário estadual de Fazenda pedir o boné e deixar o governo, há uma fila também pedindo para sair. A dúvida é se o motivo é a situação financeira do estado ou a situação criminal do governador. De qualquer forma, pelo menos três devem deixar o governo nas próximas semanas.


Vereador Marcão e prefeito Rafael Diniz
Vereador Marcão e prefeito Rafael Diniz

Os cobradores de impostos

O prefeito de Campos, Rafael Diniz e o líder dos vereadores da situação, Marcão ganharam um novo apelido. Depois de aumentarem a taxa de luz, em média 250%; a taxa de lixo, 200% em média; a conta de água em esgoto, 135% acima da inflação; e o IPTU numa média acima 100%, agora estão sendo chamados de “discípulos de Mateus”, que na Bíblia era o cobrador de impostos. O problema é que o sobrenome irrita o prefeito e também causa irritação ao secretário de Trabalho, que nunca trabalhou, Gustavo Matheus. Aliás, a preocupação da turma de Fanfarrael Diniz é grande com o ato convocado pela sociedade civil para o próximo dia 8, onde será pedido na Câmara e na Justiça o impeachment do atual prefeito.