O deputado federal Jair Bolsonaro está criticando a intervenção, mas não fala em público os reais motivos. Em vídeo gravado no Facebook alega que a intervenção foi planejada "nos porões do Palácio do Planalto" sem ouvir o comando das Forças Armadas e das polícias Civil e Militar do Rio. Esse é o argumento para o público.

Em privado, Bolsonaro sabe que a intervenção esvazia o seu discurso de linha dura na segurança pública. Levou uma rasteira do governo que vai atrapalhar seus planos eleitorais.