Na última pesquisa presidencial, divulgada pelo Datafolha em 31 de janeiro, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles apareceu com 2% das intenções de voto. É muito pouco. Se a economia estivesse indo de vento em popa, Meirelles teria uma resultado mais expressivo. Mas a economia avançou muito pouco ou quase nada, e até meio do ano os brasileiros não terão a percepção de melhora significativa. Logo, se crescer nas pesquisas, será muito pouco, ainda mais que a principal bandeira do governo deixou de ser a economia e passou para a segurança pública.

Mas Meirelles continua sonhando em disputar a presidência, e como candidato oficial do governo. Por isso está fazendo um tour todas as semanas por igrejas evangélicas, além de fazer postagens nas redes sociais para se promover. Mas tá difícil!