Henrique Meirelles e Romero Jucá
Henrique Meirelles e Romero Jucá
O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles vai deixar o cargo no dia 7 de abril. Pode ser candidato a presidente, a governador ou até mesmo a senador. Mas quer deixar na sua cadeira o secretário-executivo do ministério, Eduardo Guardia.

Pois não é que o presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR) já entrou em campo para tomar de assalto o Ministério da Fazenda. Quer indicar o atual ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira para a Fazenda.

Nem questiono o currículo do ministro Dyogo Oliveira, servidor de carreira, que ocupou cargos importantes na Fazenda. Mas se Romero Jucá está fazendo de tudo para emplacá-lo com certeza não é pensando no Brasil, nem no melhor para os brasileiros. É isso que depõe contra Dyogo Oliveira.

Comentários

28/02/2018

11:39

Igor - RJ

Na roubalheira do Sérgio Côrtes na Secretaria de Saúde quem era o seu assessor jurídico?! Nunca desconfiou de nada?!

28/02/2018

09:56

Silvio Marques - Rio de Janeiro

O Ministério da Fazenda precisa ser conduzido por quem tenha conhecimento sólido e profundo de economia como Henrique Meirelles, Armínio Fraga, porque se for um aventureiro como Guido Mantega, deu no que deu. E lembrando que a economia no Brasil é um paciente na UTI que respira por aparelhos, mas embora hospitalizado na CTI esboça apenas alguns sinais de recuperação, os sinais são fracos mas consistentes,na indústria e em alguns setores do comércio e serviços são os melhores indices e indicadores dos últimos 5 anos, é a configuração de que está superando a crise, mas o paciente Brasil, a economia brasileira, ainda está em uma situação muito delicada e muito grave e esse paciente em recuperação, está longe, mas está longe, mas muito longe mesmo de uma alta hospitalar.