Reprodução da Veja
Reprodução da Veja
Pressionada por boa parte dos seus colegas no STF, a ministra Cármen Lúcia decidiu pautar para a sessão de amanhã o julgamento do pedido de habeas corpus de Lula. Por sua vez, o TRF-4 marcou para segunda-feira a análise do recurso de Lula.

Portanto a situação é clara. Se o STF não conceder o habeas corpus amanhã, Lula poderá ser preso na segunda-feira. Vale lembrar que o recurso no TRF-4 é através de embargos declaratórios, instrumento que não tem poder para mudar a condenação. No entanto os desembargadores do TRF-4 podem ou não decretar a execução da pena imediata, embora em todos os casos semelhantes tenham tomado a decisão pela prisão dos condenados.

Portanto o país aguarda em ansiosa expectativa a decisão dos ministros do STF amanhã, que na prática selará o destino do ex-presidente Lula.

Comentários

21/03/2018

06:09

Anônimo - do Rio de Janeiro

Se já cedeu à pressão, é meio caminho pra deixar claro amanhã que Lula é exceção ao preceito de que todos são iguais perante a lei. Lamentável.

24/03/2018

10:29

Luan - Bom Jesus do Itabapoana - RJ

É bom o desgovernador Fernando Pezão (MDB) passar ler mais para saber que a violência não é apenas na capital fluminense, lamentavelmente a violência é também na região serrana. http://www.sfnoticias.com.br/diretor-de-escola-de-samba-e-morto-e-pm-baleado-em-friburgo

25/03/2018

08:14

Reinaldo Luiz - Rio de Janeiro

O grupo Globo tentou colocar a culpa na Prefeitura do Rio, dizendo que as câmeras da CET-Rio não ajudaram na investigação da morte de Marielle, mas esqueceu que os governos Cabral e Pezão desligaram todas as câmeras que enviavam imagens para os batalhões, que foram implantadas no governo Rosinha.