Reprodução do G1
Reprodução do G1

Caberá aos ministros da 2ª Turma do STF, Gilmar Mendes (relator), Dias Toffoli, Edson Fachin, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello decidir se Sérgio Cabral permanece em Curitiba ou volta para o Rio. O parecer do MPF é contra o retorno ao Rio, onde todos sabem dos privilégios e da boa vida que levava em Benfica, com direito até a suíte vip de motel, além de ter à disposição um ex-PM (preso), que era seu segurança e mordomo. Vamos aguardar a decisão dos ministros do STF.

Só para atualizar a situação de Cabral. Ele já foi condenado a 100 anos de prisão em 5 processos. Na Justiça Federal do Rio é réu em outros 17 processos. Além disso virou réu em dois processos na Justiça Estadual. E não vai parar por aqui.