Reprodução O Globo
Reprodução O Globo

Em entrevista ao programa "Poder em foco", que foi ao ar, no SBT, o presidente da República, Michel Temer, admitiu que parte da reforma da casa de uma de suas filhas foi paga pela mulher do coronel Lima, alvo de investigações e inquérito da Lava-Jato. Delatores da JBS disseram que entregaram R$ 1 milhão em propina ao coronel, que é amigo do presidente. A suspeita é que esse dinheiro tenha sido usado para fazer obra no imóvel de Maristela Temer em São Paulo. Na entrevista ao SBT, o presidente disse que o pagamento foi legal e negou qualquer irregularidade.