Reprodução O Globo
Reprodução O Globo

Os presos da Lava Jato no Rio serão transferidos ainda esta tarde de Benfica para Gericinó, no complexo de presídios onde está Sérgio Cabral.

Entre os presos a serem transferidos estão os ex-presidentes da Alerj, Paulo Melo e Edson Albertassi, e Felipe Picciani.

Oficialmente, a mudança é justificada pela incompatibilidade entre operar como unidade de ingresso no sistema e, ao mesmo tempo, servir para abrigar presos com curso superior e presos temporários federais. Mas a principal motivação foi a sequência de denúncias sobre as facilidade oferecidas aos presos do grupo de Cabral.