A Polícia Federal prendeu hoje oito pessoas na Operação Efeito Dominó, que visa combater a lavagem de dinheiro proveniente do tráfico internacional de drogas. Três doleiros, já investigados na Lava Jato e no caso Banestado, atuariam no esquema.

Um desses doleiros, também alvo da Lava Jato, Carlos Alexandre de Souza, o "Ceará", teria quebrado acordo de delação premiada.

Os agentes cumprem ao todo 26 mandados: 18 de busca e apreensão, cinco de prisão preventiva e três de prisão temporária. Os mandados são cumpridos no Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e em São Paulo.
A Efeito Dominó é um desdobramento da Operação Spectrum, que desarticulou a quadrilha chefiada por Luiz Carlos da Rocha, o Cabeça Branca, um dos maiores traficantes internacionais de drogas da América do Sul com conexões em dezenas de países.