O governador Luiz Fernando Pezão pediu ao juiz Marcelo Bretas que seja liberado R$ 1,5 milhão do montante recuperado pela Lava Jato para reforma do alojamentos os policiais militares que fazem a segurança do Palácio Laranjeiras, residência oficial do chefe do Executivo estadual.

Segundo reportagem veiculada nesta quinta-feira pela GloboNews, no ofício emitido em 28 de fevereiro deste ano, Pezão questiona Bretas “quanto à possibilidade de liberação do valor de R$ 1.537.792,21, oriundos de bloqueios realizados no âmbito da Operação Calicute e seus desdobramentos, visando a execução de obras de reforma dos alojamentos dos militares que guardam as dependências do Palácio Laranjeiras”.

Para o Ministério Público Federal, o Estado do Rio “realmente parece ter sido lesado em montante superior” ao R$ 1,5 milhão pedido por Pezão para serem liberados pela Justiça. Mas parece difícil “em momento de tamanha escassez de recursos para diversos serviços públicos no Estado, se eleger como prioridade urgente, digna de levantamento prévio ao trânsito em julgado, a reforma do Palácio Laranjeiras”.