Pelo 5º dia seguido, caminhoneiros fazem manifestações em 23 estados e no Distrito Federal. Os atos desta sexta-feira dão continuidade à mobilização contra a disparada do preço do diesel, que faz parte da política de preços da Petrobrás em vigor desde julho de 2017.

O presidente da Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), José da Fonseca Lopes, disse que a paralisação só será suspensa quando a decisão de zerar a alíquota do PIS-Cofins virar lei.
Para isso, o projeto que foi aprovado na Câmara precisa passar pelo Senado e ser sancionado por Michel Temer.

Sem caminhões para entregas, vários setores comerciais e profissionais, inclusive o hospitalar, também estão sem suprimentos e cirurgias foram canceladas.

Comentários

25/05/2018

11:54

Silvio Marques - Rio de Janeiro

IMPOSTO É ROUBO. A tributação deve incidir somente sobre o LUCRO e não sobre a PRODUÇÃO, como é em qualquer país desenvolvido no mundo. Mas aqui a carga tributária incide sobre a produção, folha de pagamento e do lucro da mesma forma, e por mais que o Governo arrecada cada vez mais e mais em tudo, nunca é suficiente, porque gasta muito e gasta mal.

25/05/2018

07:57

Matheus - Eleições 2018 - RJ

Eterno prefeito de Campos dos Goytacazes, deputado federal, governador do Estado do Rio de Janeiro, Anthony William Matheus de Oliveira, com essa greve que já foi para o quinto dia, vejo vários eleitores torcendo para acabar o mais rápido possível a greve e bem antes da primeira semana do mês que vem. Ou seja, torcendo para acabar para não prejudicar ida de várias caravanas de toda região do estado para o lançamento da sua pré-candidatura, para desespero dos seus adversários no Palácio Guanabara e meia dúzia na imprensa carioca que não vai ter como esconder mais a pré-candidatura de Anthony Garotinho (PRP). Sem greve dos caminhoneiros volta ao normal o abastecimento de combustíveis nos postos de gasolina no Estado do Rio de Janeiro. Eu também espero que não se arraste essa greve até o mês que vem. Boa noite!