No esforço para evitar uma condenação, os advogados de Picciani, Paulo Mello e Edson Albertassi arrolaram o governador Luiz Fernando Pezão e cinco parlamentares da Alerj como testemunhas de defesa na ação penal derivada da Operação Cadeia Velha.

Pezão confirmou que irá ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) na próxima segunda-feira, dia 4. A lista de testemunhas apresentada pelos advogados dos acusados é completada pelos deputados Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB), André Ceciliano (PT), Cidinha Campos (PDT), Paulo Ramos (PDT) e Comte Bittencourt (PPS).

Um dos desdobramentos na Lava-Jato no Rio, a Operação Cadeia Velha apura o uso da presidência e outros postos da Alerj para a prática de corrupção, associação criminosa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.