A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para a próxima terça-feira, dia 19, o julgamento de uma ação penal contra a senadora Gleisi Hoffmann e o marido, o ex-ministro Paulo Bernardo. Gleisi é acusada de receber 1 milhão de reais do esquema da Petrobras para a sua campanha ao Senado em 2010.

A senadora será a segunda política a ser julgada pelo Supremo nos quatro anos de investigação da Operação Lava Jato. O primeiro, o deputado Nelson Meurer, foi condenado a 13 anos e 9 meses de prisão, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

No que depender da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, Gleisi vai engrossar a lista: em manifestações finais na ação, a chefe do Ministério Público Federal pediu a condenação à prisão de Gleisi e o pagamento de uma multa de 4 milhões de reais de indenização pelos danos.
A ação foi liberada para julgamento pelo revisor do processo, o ministro Celso de Mello, na última quinta-feira, 7. Além dele, votarão o futuro da senadora o relator, Edson Fachin, e os ministros Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes. Se for condenada, mas obtiver ao menos 2 dos 5 votos a seu favor, Gleisi poderá recorrer ao Plenário do Supremo.

Comentários

13/06/2018

01:56

Eleitor Fluminense - RJ

Parabéns Ministro Gilmar Mendes por ser contra terrorista comunista solto no Brasil. E para uns canalhas até da imprensa que gostam de criticar o Ministro Gilmar Mendes, não esqueçam que o assassino Cesare Battisti é considerado um terrorista lá na Itália. http://videos.band.uol.com.br/13173057/gilmar-mendes-decide-manter-cesare-battisti-preso.html

13/06/2018

08:51

Daniel Rezende - São Gonçalo

O PT não é um partido político e sim uma organização criminosa que vive da política.

14/06/2018

12:31

Vigilante - *Notícia*

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/05/deputado-italiano-pede-a-temer-extradicao-de-cesare-battisti.shtml