O juiz Marcelo Bretas aceitou nesta sexta-feira a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal contra 62 acusados no âmbito da Operação Câmbio, Desligo, que mirou doleiros que operavam no mercado paralelo de câmbio e supostamente lavaram 1,6 bilhão de reais para organizações criminosas, incluindo a liderada pelo ex-governador Sérgio Cabral.

Preso há um ano e meio e já condenado a 100 anos de prisão em cinco processos, Cabral está entre os denunciados que se tornaram réus nesta sexta. O ex-governador responderá pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Também serão julgados o “doleiro dos doleiros”, Dario Messer, e outros operadores, como Antonio Cláudio Albernaz Cordeiro, Patrícia, Marco e Ernesto Matalon, os irmãos Marcelo e Roberto Rzezinski e Raul e Jorge Davies.

Ainda se tornaram réus Vinicius Claret, o Juca Bala, e Cláudio Fernando Barboza, conhecido como Tony, doleiros cujas delações premiadas basearam as investigações da Câmbio, Desligo.

Comentários

16/06/2018

01:18

Adriano - Grajaú

Depois de muitos anos, foi autorizada a abertura de o processo administrativo disciplinar contra o ex procurador-geral de justiça do ERJ Cláudio Lopes, por avisar previamente aos seus comparsas Eduardo Manguinhos Cunha e Sérgio Toesa Côrtes as operações de dignos Promotores de Justiça do MPERJ. Porém, o processo criminal contra o ex avisador-geral Cláudio Lopes nada?! Parece vergonhoso. E é.

17/06/2018

12:00

José Ely - RJ

Nessas últimas partidas alguns jogadores lamentavelmente prejudicou time e o Abel, resultado disso é que conseguiram tirar o técnico mais experiente dos quatro clubes grandes da cidade neste campeonato brasileiro. https://odia.ig.com.br/esporte/fluminense/2018/06/5549817-apos-reuniao-com-a-diretoria-abel-braga-deixa-o-comando-do-fluminense.html

18/06/2018

11:48

- Caio

Será isso uma verdade o que saiu na imprensa? Ou seja, que o prefeito de São Gonçalo quer seguir ao lado do ex-prefeito Eduardo Paes.