O Observatório da Intervenção Federal apresentou um relatório sobre os quatro meses de intervenção no Rio.
Segundo o balanço, as principais reclamações são o aumento de tiroteios — 36% a mais do que em fevereiro — e a falta de investimento em investigações e ações de inteligência.

Desde 16 de fevereiro foram registrados no Estado do Rio 3.210 tiroteios. Nos quatro meses anteriores haviam ocorrido 2.355.

Comentários

17/06/2018

09:05

Alcindo - Lapa

O povo fluminense já está sabendo da corrupção envolvendo o ex-prefeito Eduardo Paes, segundo imprensa é pré-candidato a governador do Rio de Janeiro), se confirmar a preocupação é com o resultado da apuração eletrônica, urnas eletrônicas. Quem vai votar nesse corrupto?

17/06/2018

10:39

Silvio Marques - Rio de Janeiro

Conforme era de esperar, as Forças Armadas (FFAA), o Exército é treinado para o combate, para a guerra. Então quando se coloca um General do Exército no comando da Secretaria de Segurança Pública, o resultado não poderia ser outo, a Polícia Militar cada vez mais partindo para o confronto, para a guerra. Se houvesse o mínimo de seriedade, chamaria-se o Ronald Giuliani, o Prefeito que transformou Nova York de uma das metrópoles mais violentas do mundo para uma das metrópoles mais seguras do mundo, a partir do momento que segurança pública a Polícia foi reformulada para o conceito de cortesia, servir e proteger, além de uma alta taxa de eficiência, investigação e elucidação dos crimes, TOLERÂNCIA ZERO a TODOS os DELITOS e tudo o mais. Quando ele foi chamado na Colômbia, tambem transformou a Colômbia de o mais violento do mundo para um dos mais seguros do mundo, hoje a criminalidade na Colômbia é baixíssima, Bogotá e Medellin que eram uma praça de guerra, são hoje cidades extremamente seguras. Mas aqui no Brasil, é tudo maquiagem, não há seriedade.

18/06/2018

11:14

Eleitor - RJ

Enquanto tiver aquele desgovernador no poder (Pezão) que é o grande aliado do outro que foi também um desgovernador (Cabral), eu acho os candidatos da oposição principalmente dessas roubalheiras do MDB (PMDB) ou roubalheiras do governos Cabral e Paes, estão arriscados serem "roubados" com essas urnas eletrônicas/ou no momento que iniciar apurações eletrônicas.

18/06/2018

01:44

Luiz - S.gonçalo

Acredito que este aumento deve ter ocorrido, pela pressão dos agentes militares nas comunidades, os quais também foram recebidos a tiros, é preciso analisar o aumento.