A Justiça do Rio apreendeu dois carros do senador Romário (Podemos-RJ), pré-candidato ao governo do Estado. Os veículos, um Audi RS6 Avant e um Peugeot Allure, estão avaliados em cerca de R$ 500 mil, segundo a tabela Fipe e já estão penhorados. Os bens serão usados para quitar parte das dívidas de Romário.
Em apenas um dos processos a que ele responde, o débito com um dos credores está estimado em R$ 20 milhões. A dívida é referente ao período em que o senador manteve o restaurante Café do Gol, na Barra da Tijuca.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos em um condomínio na Avenida no Pepê, na orla da Barra, residência do senador quando está no Rio. Nenhum dos carros está em nome de Romário. O Peugeot, no papel, pertence à irmã do senador, Zoraidi de Souza Faria, enquanto a proprietária formal do Audi é a mãe de Romário, Manuela Ladislau Faria. A Justiça, no entanto, entendeu que o senador usa o expediente de ocultar o próprio patrimônio em nome de familiares para evitar o pagamento de dívidas.