Os três deputados estaduais do MDB presos na Operação Cadeia Velha, desdobramento da Lava Jato no Rio, serão ouvidos nesta segunda-feira sobre a investigação no Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi serão interrogados à tarde pelo desembargador federal Abel Gomes, relator do processo.

De manhã, os delatores Carlos Miranda, que admitiu ter sido o principal operador do ex-governador Sérgio Cabral no esquema criminoso, e Jonas Lopes de Carvalho Júnior, ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE) também vão prestar esclarecimentos sobre as acusações.

Os três deputados são acusados de favorecer os empresários de ônibus nas votações da Assembleia Legislativa.

O trio de deputados foi preso em novembro e a denúncia foi oferecida no dia 5 do mês seguinte. Eles são acusados de corrupção ativa e passiva, organização criminosa e lavagem de capitais. No total, eles tiveram R$ 270 milhões bloqueados pela Justiça.