A Procuradoria Geral da República enviou ao Supremo Tribunal Federal parecer em que pede que Luís Roberto Barroso negue pedido do dono da Rodrimar, Antônio Celso Grecco, no âmbito do inquérito dos portos, que também investiga Michel Temer.

A Procuradoria também opinou contra pedido de Grecco de desmembramento do inquérito, na hipótese de o STF entender que a investigação deve continuar. O caso está no Supremo porque Temer, na condição de presidente, tem direito ao chamado foro privilegiado.

Se a investigação for desmembrada, a parte sobre Grecco será enviada para a primeira instância da Justiça.

A Rodrimar é uma das empresas que operam no porto de Santos supostamente beneficiada por decreto editado por Temer.

Comentários