Alvo da Operação Registro Espúrio, a deputada federal Cristiane Brasil chamou o ministro Edson Fachin de ‘vagabundo’, em troca de mensagens com o então ministro do Trabalho, Helton Yomura.

“Olha esse vagabundo mostrando pra que veio”, escreveu.

O comentário se referia à possibilidade de Fachin ressuscitar o imposto sindical, já que ele era relator da ação que questionava a constitucionalidade da mudança na legislação após a reforma trabalhista.

O celular de Cristiane foi apreendido no dia 12 de junho por ordem de Fachin e as mensagens serviram para a Polícia Federal começar uma nova etapa da operação, no dia 5 de julho.