A Procuradoria da República no Distrito Federal pediu à Justiça Federal em Brasília nova citação de Sidney Noberto Szabo, apontado por investigadores como operador de Eduardo Cunha, preso desde 2016 no Complexo Médico-Penal de Pinhais, no Paraná.

Sidney Szabo é suspeito de atuar no "quadrilhão do MDB" e investigado neste processo, onde políticos do MDB da Câmara dos Deputados são acusados de integrar uma organização criminosa.

Segundo o G1, o Ministério Público (MP) pede nova citação de Sidney Szabo sob pena de prisão, caso ele não seja localizado. O MP suspeita que o operador esteja se escondendo.

Os procuradores do caso relatam que no dia 23 de maio oficiais de Justiça foram ao endereço atribuído ao operador e receberam a informação da ex-mulher dele de que ela não sabia onde ele estava e que Szabo não morava mais no local.

O MP suspeita de que a ex-mulher de Sidney tenha sido orientada a não dar informações sobre o paradeiro do operador.