O governador Sérgio Cabral está se superando, a cada dia. Fez um decreto, chamado pelos ambientalistas, de “Lei Luciano Huck” liberando construção de mansões na Ilha Grande e no litoral de Angra dos Reis.

Como já foi mostrado, não gastou um centavo na prevenção dos efeitos da chuva. Depois da tragédia, onde tentou se esconder, anunciou um plano para acabar com os desabamentos e enchentes.

Acabamos de descobrir qual o seu plano de trabalho. Contratou a Fundação Cacique Cobra Coral, para que a médium Adelaide Scritori afaste a chuva do Estado do Rio de Janeiro. Está brincando com a vida das pessoas. De nada adianta pedir ajuda sobrenatural, se aqui embaixo não fizer alguma coisa.

Deve fazer parte do “choque de gestão”.

Comentários