A jornalista Berenice Seara, no jornal EXTRA, informa, com base em um levantamento feito pela minha filha, a vereadora Clarissa Garotinho, que o prefeito Eduardo Paes seguindo os passos de seu “padrinho”, o governador Sérgio Cabral, também não gosta de andar de avião de carreira. Mas vejam o absurdo da situação, como Paes usa o dinheiro público sem a menor parcimônia.

Só no ano passado, Paes gastou R$ 322 mil com aluguel de jatinhos para ir a Brasília e São Paulo, as duas cidades em todo o Brasil com mais vôos comerciais saindo do Rio de Janeiro.

Enquanto uma passagem para S.Paulo, ida e volta custa, no máximo R$ 945, um jatinho fretado para a capital paulista sai por R$ 22 mil. Para Brasília, o custo do aluguel do jatinho executivo sai por R$ 36 mil.

Cabral, já disse a várias pessoas, que prefere usar jatinhos, para não ser incomodado por chatos. Paes, que imita Cabral em tudo, deve pensar da mesma forma. Mas o chato mesmo, mais do que isso lamentável, é torrar o dinheiro público para usufruir de mordomias e fugir do contato com as pessoas. Na verdade Cabral e Paes, além de gostarem de boa vida têm medo de serem cobrados pelos eleitores. Por isso querem distância deles.



Comentários