Mãe que acabou de dar à luz repousa sentada em cadeira, por falta até de macas, na Maternidade Leila Diniz, no Rio
Mãe que acabou de dar à luz repousa sentada em cadeira, por falta até de macas, na Maternidade Leila Diniz, no Rio


Recebi um convite do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro para me juntar à manifestação em defesa de melhores condições para as maternidades públicas do Rio, que vai acontecer no próximo domingo (08/05), às 10h, na porta da Maternidade Municipal Leila Diniz, na Avenida Ayrton Senna, 2000, na Barra da Tijuca.

É um ato importante, a sociedade precisa reagir e o CREMERJ está fazendo a sua parte indo pra rua para chamar a atenção da sociedade para o caos nas maternidades públicas tanto municipais, quanto estaduais. No mês passado a imprensa denunciou o estado de calamidade da Maternidade Leila Diniz, onde mães que acabaram de passar por cesariana são obrigadas a repousar sentadas em cadeiras no corredor, por total falta de condições.

Infelizmente eu estarei em Campos, por conta do Dia das Mães vou ficar com Rosinha, minha mãe Dona Samira e meus filhos, mas vou me pronunciar sobre esse tema na Câmara dos Deputados, na próxima semana.

Nesse caso das maternidades, Cabral e Paes, somam forças contra a população carente e abandonaram as maternidades públicas.

Comentários