Reprodução da Folha de S.Paulo
Reprodução da Folha de S.Paulo


Não faz o menor sentido a existência da Secretaria Extraordinária para a Copa - 2014 e a Olimpíada - 2016, que é comandada por Ruy Cezar. Há mais de um ano que não tem qualquer função. Eduardo Paes criou a empresa olímpica municipal, esta semana toma posse Maria Silvia Bastos Marques. Mas se a secretaria não tem nada para fazer, o gasto é alto. São 26 assessores nomeados, fora o contrato de terceirização de pessoal de apoio, mais contrato de aluguel de carros além das despesas para funcionar. É um cabide de empregos, uma farra com o dinheiro público. As despesas de custeio no ano passado ultrapassaram R$ 4 milhões. Dinheiro público jogado no lixo, não serviu para nada.

Comentários