Conforme poderão ver nas publicações abaixo, o governador Pezão não tem mesmo noção da crise que o Estado está vivendo.

Concedeu em caráter excepcional R$ 1 milhão e 50 mil de incentivos (renúncia fiscal) para a realização do evento intitulado “15º Piraí Fest Paladar”.

Até agora duas empresas já se aproveitaram do edital publicado pela Secretaria Estadual de Cultura, através do processo E-18/001/773/2016 para deixar de recolher impostos em troca do patrocínio do evento. São elas: CEG (Companhia Estadual de Gás), hoje uma empresa privada, que tem que recolher mensalmente impostos aos cofres públicos, e a cervejaria AMBEV.

Abaixo vejam os editais e a irresponsabilidade de um governo que nega comida aos mais humildes, fechando Restaurantes Populares, mas tem dinheiro para patrocinar um festival de gastronomia em Piraí, cidade onde nasceu Pezão.

O primeiro edital fala no valor total aprovado para o evento.




O segundo edital mostra que a AMBEV já comprou uma das cotas.




O terceiro edital revela que a CEG também já adquiriu o direito a trocar patrocínio por renúncia fiscal.




Até onde sei o governador está proibido pela Justiça do Rio de conceder incentivos fiscais, mesmo em “caráter excepcional”, pois não há situação mais dramática que a vivida pelos funcionários do Estado, que estão vivendo a “excepcionalidade” de ficar sem salários por causa da irresponsabilidade de Pezão e Cabral.