Manchete de O Dia
Manchete de O Dia



Pezão usou 54 vezes o helicóptero do Estado em 2016. A farra aérea custou R$ 7,7 milhões, incluindo as despesas com manutenção. Repete a prática de Cabral e usa a mesma desculpa de que é "questão de segurança". Quanto aos voos em jatinhos não há informações de quantos voos fez em 2016. Mas na última semana de 2016 renovou o contrato com a Líder Táxi Aéreo, que vai custar R$ 1,1 milhão este ano. Mas para os servidores nunca tem dinheiro. Vai acabar "voando" para o mesmo destino do seu mentor, Cabral.