Reprodução do blog do coronel Paúl
Reprodução do blog do coronel Paúl

É alarmante a possibilidade de familiares de policiais militares repetirem no Rio de Janeiro o que está acontecendo no Espírito Santo, o movimento "Família no Quartel", que impede a saída de viaturas e deixou a Grande Vitória à mercê de bandidos e saqueadores, obrigando a intervenção do Exército e da Força Nacional de Segurança. Mais assustador é a inércia do governador Pezão e do secretário de Segurança Pública, Roberto Sá.


Convocação que circula no WhatsApp e nas redes sociais
Convocação que circula no WhatsApp e nas redes sociais






A convocação é para sexta-feira, começando às 6h da manhã. Agora imaginem a situação. O Rio de Janeiro não é o Espírito Santo. Aqui tem muito mais bandidos e incontáveis mais armas, inclusive fuzis. Sem policiamento a bandidagem vai tomar as ruas e impor o terror na cidade e na região metropolitana. O governador e o secretário de Segurança têm obrigação de chamar representantes para conversar ainda hoje, negociar, depois não adianta reclamar. É uma situação urgente.