Reprodução do blog do Lauro Jardim, do Globo
Reprodução do blog do Lauro Jardim, do Globo

O que está acontecendo em Bangu 8 com Sérgio Cabral e sua quadrilha é mais um tapa na cara da sociedade. A cada dia surgem novos relatos dos privilégios e regalias que têm dentro do presídio. Não comem a mesma comida dos demais presos, se refastelam degustando picanhas ou chegam refeições de fora, ou ainda pagam para a cozinha dos funcionários lhes preparar pratos especiais. Recebem gelo todos os dias, jornais, passeiam livremente, Cabral passa o dia fora da cela só retorna no final da tarde, dizem que fica numa sala ao lado do diretor do presídio, no ar condicionado. Aos domingos Cabral e Adriana Ancelmo tomam café da manhã juntos e não é um copo de café com leite mais um pão com margarina, como comem os outros presos. Agora se sabe também que Cabral paga R$ 15 por dia para um preso limpar sua cela. Acostumado a ter um séquito de funcionários e assessores à sua volta, Cabral paga para presos serem seus serviçais e debocha da nossa cara.