Reprodução do Radra online, da Veja
Reprodução do Radra online, da Veja

Eduardo Cunha não está pobre, mas não tem como mexer no dinheiro escondido no exterior em contas ainda não descobertas pela Operação Lava Jato. No Brasil seu dinheiro está bloqueado pela Justiça, assim como o que foii encontrado em contas na Suíça. O problema é que o restante do dinheiro, ainda não achado, está em contas que só Eduardo Cunha pode movimentar. Como está atrás das grades não pode movimentar.

Agora sintam a situação constrangedora em que Cunha colocou a filha. Ela é que está passando a sacolinha. Segundo ouvi de um deputado, os 140 parlamentares que receberam dinheiro de Cunha para suas campanhas, dentro do plano para ele se eleger presidente da Câmara, estão se sentindo chantageados, mas não têm escapatória. Temem que Cunha os inclua numa eventual delação premiada. O papo é na base de que Cunha gosta muito deles, não quer prejudicá-los, mas está precisando que eles o ajudem. Qual desses 140 vai ter coragem de negar dinheiro à família de Eduardo Cunha? É por aí que a coisa funciona.