Reprodução do Diário do Poder
Reprodução do Diário do Poder

Inimigos mortais, Eduardo Cunha (PMDB) e José Dirceu (PT) já travaram batalhas ferrenhas nos bastidores da política. Não sei qual dos dois é mais maquiavélico, aliás, ambos já tentaram me destruir politicamente de todas as formas. Hoje, atrás das grades, no presídio de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, viraram grandes amigos. Alguns colegas de prisão, da turma da Lava Jato, em tom de gozação, quando os dois estão de bate-papo no pátio, cantam até aquela música "Amigos para sempre".