Reprodução do Extra online
Reprodução do Extra online

O presidente da ALERJ, Jorge Picciani já conversou com presidente do TJ, desembargador Milton Fernandes de Souza sobre o trâmite do impeachment. Aliados de Pezão começam a admitir o impeachment. E o secretário estadual de Fazenda, Gustavo Barbosa jogou gasolina no incêndio ao culpar a Assembleia Legislativa - por não ter aprovado a íntegra do pacote de maldades do governador - pela calamidade financeira que o Estado vive. A reação dos parlamentares foi a pior possível. Daí a que o impeachment se materialize há uma longa distância. Pode até acontecer, mas muita água ainda vai ter que rolar. A única coisa certa é que a situação do Rio de Janeiro é insustentável por mais tempo. Se não houver uma solução rápida teremos uma convulsão social. Há muito tempo que venho avisando.