Manchetes do Estadão
Manchetes do Estadão

Michel Temer e o Palácio do Planalto exultam com o resultado de crescimento de 1% do PIB no primeiro trimestre. Só omitem que esse pequeno crescimento se deve única e exclusivamente ao setor agropecuário, graças a uma safra recorde, e nos demais setores da economia não houve nenhum avança, pelo contrário, a indústria sofreu mais uma queda. Temer gravou vídeo parta as redes sociais comemorando: "O Brasil saiu da recessão. Esta é a boa nova que partilho hoje com os brasileiros. Estamos crescendo e logo a boa notícia será o emprego". O desemprego no mesmo trimestre aumentou, tivemos um milhão de desempregados a mais. Ontem mesmo a Confederação Nacional da Indústria divulgou índice que mostra que expectativa do setor piorou. Como vários economistas colocaram, é preciso ver o segundo trimestre, e as previsões não são de novo crescimento, até mesmo por conta das incertezas da crise política, para poder se afirmar que o Brasil saiu da recessão. A gerente de contas nacionais do IBGE (órgão do governo), Rebeca Palis, por exemplo, não compartilha do mesmo otimismo: "É preciso esperar um pouco para ver o que vai acontecer este ano. A gente teve crescimento no trimestre, mas foi sobre uma base muito deprimida. E, se olharmos no longo prazo, ainda estamos no mesmo nível de 2010". Em suma Temer faz o seu papel de vender otimismo, mas só os ingênuos ou incautos compram essa afirmação de que a recessão acabou e que agora os empregos vão aparecer.